Línguas em contato

Contato linguístico, contato cultural e tradição discursiva
Varia-Idade no Rio de Janeiro
Portuguesismos atlánticos
Proyectos de investigación en curso
Contato

Contato linguístico, contato cultural e tradição discursivaLing Lateinam


No âmbito do contato entre línguas e culturas no México, no Brasil, na Argentina e no Paraguai, a historicidade discursiva tem uma relevância muito especial. Deste modo, os marcadores evidenciais e outros fenômenos linguísticos são observados a partir da perspectiva das tradições discursivas. Como fruto desta observação, surge a pergunta sobre a relevância das relações discursivo-tradicionais na fala (em contraposição à língua) no momento em que determinadas estruturas linguísticas são selecionadas e desenvolvidas. A análise das funções específicas dos marcadores evidenciais e de sua gramaticalização é realizada a partir de um corpus de determinados tipos de textos (tradições discursivas). Para a análise das funções específicas dos marcadores evidenciais e de sua gramaticalização, serão escolhidos textos escritos da expansão colonial (sobretudo cartas, crônicas, atas jurídicas, relatórios de missionários, inclusive descrições linguísticas). Para as análises sincrônicas, será selecionada uma ampla amostra de documentos que se caracterizam por sua imediatez e distância comunicativas e por representar tradições discursivas diferentes dos séculos XX e XXI (transcrições de conversas quotidianas espontâneas, bem como entrevistas, narrativas e artigos de jornais). As análises se concentram particularmente na transliteração e digitalização dos documentos manuscritos, assim como nas diferentes estratégias de marcação evidencial nos espaços comunicativos translinguais.

· · ·

Varia-Idade no Rio de Janeiro

Varia-Idade no Rio de Janeiro – Comunicação e geração: Estratégias linguísticas e discursivas na idade maior

Coordenadores do projeto: Prof. Dr. Sybille Große (Universidade de Heidelberg) y Prof. Dr. Maria Teresa Tedesco Vilardo Abreu (Universidade do Estado do Rio de Janeiro)

O projeto “Varia-Idade” tem uma abordagem multidimensional e com um enfoque em três níveis. No âmbito deste projeto é criado um corpus de cerca de 50 entrevistas ‘urbanas-biográficas’ com idosos a partir de 60 anos que vivem em diferentes bairros do Rio de Janeiro há mais de 40 anos. A elaboração do corpus inclui tanto as gravações como as transcrições abrangentes. As entrevistas transcritas servem de base empírica para estudos linguísticos de abordagens diferentes, analisando o comportamento comunicativo na terceira idade. Enquanto o comportamento comunicativo da geração de jovens já se encontrou no centro das atenções dos estudos linguísticos nas décadas passadas, não é o caso em falantes de idade elevada. Muitas pesquisas existentes, tratando o comportamento comunicativo da geração de idosos, partem da hipótese de que a comunicação de falantes de idade elevada seja deficitária. Além da análise do comportamento comunicativo e da variação linguística na fala dos habitantes mais velhos do Rio de Janeiro será analisado o discurso dos falantes de idade elevada sobre a percepção das mudanças no dia-a-dia urbano e espaço urbano. O Rio de Janeiro sofreu e continua a sofrer uma mudança abrangente durante os últimos 50 anos. A mudança no espaço urbano é muitas vezes uma questão de fracionamentos urbanos (“fractures urbaines“) também ao nível metalinguístico (cf. os estudos de Bulot e Große). Para a análise do discurso urbano dos falantes de idosos é preciso duma abordagem de análise interdisciplinar que faz ligação da perspectiva linguística e analítico-discursiva com a perspectiva de geógrafos urbanos, de sociólogos, de historiadores, de antropólogos urbanos e de estudos culturais.

· · ·

Portuguesismos atlánticos

Pesquisadores principais: Prof. Dr. Dolores Corbella e Prof. Dr. Alejandro Fajardo (Universidad de La Laguna)
Pesquisadores no IAZ: Prof. Dr. Sybille Große

Ling IberiaNo contexto do projeto são investigados os lusismos na história do Espanhol da América e da Península Ibérica. A partir de um corpus de textos que vão desde o século 16 até o presente poderemos determinar as áreas linguísticas da distribuição desses empréstimos, indicar a origem (europeu ou brasileiro) e analisar seu tipo. Mais informações em espanhol

· · ·

Proyectos de investigación en curso

Ronny Beckert
Seminário de Romanística, Universidade de Heidelberg

"Contato lingüístico entre o português e o cabo-verdiano na região de Lisboa"

 

Sybille Gro _e

Johannes Funk
Seminário de Romanística, Universidade de Heidelberg

"Sprachkritik und Lexikographie - eine vergleichende Untersuchung spanischer und französischer Wörterbücher mit dem Schwerpunkt auf den Akademiewörterbüchern"

 

· · ·

Contato

Sybille Gro _e
Prof. Dr. Sybille Große

Cátedra de Lingüística Romanica
Seminário de Romanística da Universidade de Heidelberg
Site Prof. Dr. Sybille Große
Contato: sybille.grosse@rose.uni-heidelberg.de

Responsável:
Última modificação: 14.06.2017
zum Seitenanfang/up